A pergunta sempre surge quando se cogita ou quando se propõe algum projeto ou programa que incentive/fomente a atividade turística na Baixada Fluminense, região conhecida pelas ocorrências policiais, abandono e descaso das autoridades ou catástrofes da natureza.

Estive no programa “Alerj Debate” conversando com o Deputado Estadual João Pedro sobre alternativas e propostas para a política de turismo para o estado, mas em especial para a Baixada Fluminense. Também apresentamos o trabalho que desenvolvendo envolvendo historia transporte e turismo, o Blog de Turismo do Site da Baixada e o Blog Relatos de Viagem Etc. Hoje vamos apresentar um destes pontos desconhecidos pelo público em geral.

TV Alerj
Assista o vídeo no site da TV Alerj

Jaceruba, no município de Nova Iguaçu, é um destes pontos pouco conhecidos/divulgados de uma região que já foi considerada uma das mais importantes da província do Estado do Rio de Janeiro. A localidade ganhou importância a partir de 1883, quando foi inaugurado o Ramal de São Pedro.

Este ramal saía da estação de Belford Roxo e seguia pelas localidades de Areia Branca, Miguel Couto, Vila de Cava, Adrianópolis, Rio do Ouro até chegar a Jaceruba. A estação final foi aberta em 1885 e até os dias de hoje mantém-se de pé. Eis a oportunidade de se utilizar a mesma com um museu para contar a história da região.

Hoje Jaceruba é conhecida pela proximidade com a Reserva Biológica do Tinguá e as piscinas naturais formadas pelas águas do rio São Pedro. E se este lugarejo é um paraíso escondido nos rincões de Nova Iguaçu…

…o caminho para lá é um prato cheio para quem gosta de paisagens bucólicas e gente simples. Isto é apenas um pouquinho do que a Baixada pode oferecer…há muito mais a se explorar e mostrar, para que as autoridades no setor de turismo e empresariado procurem investir e incentivar mais no turismo nesta região.

Texto: Luiz Antonio Doria
Fotos: Paulo Eduardo Santos
Fonte Pesquisa: Estações Ferroviárias (www.estacoesferroviarias.com.br)